quinta-feira, 5 de maio de 2011

MINO


Hermínio Macêdo Castelo Branco é cearense, natural de Fortaleza. Filho de Francisca Macêdo e Raimundo Castelo Branco, nasceu no dia 3 de maio de 1944. É casado com Ignês Botelho e pai de Magno, Maria Cecília, João Eduardo e José.

Formado em Direito pela UFC (inscrito na OAB), a lista de suas atribuições é extensa: desenhista, artista plástico, cartunista, programador visual, projetista gráfico, poeta bissexto, livre pensador, autor de histórias, fábulas e contos infantis, ilustrador e publicitário.

Mino iniciou sua vida profissional ilustrando uma seção de humor esportivo no jornal "O Povo". Participou de um noticiário da TV Ceará (Repórter Cruzeiro) ilustrando as notícias ao vivo, fato inédito na TV brasileira. Participou da seção de humor da revista "O Cruzeiro" (O Centavo).

Trabalhando em agências de publicidade e colaborando com quase todos os jornais de Fortaleza, passou vários anos dedicado ao trabalho de criação de marcas, programação visual e projetos gráficos.

Semanalmente, produz uma página dominical de humor (The Mino Times) no jornal "Diário do Nordeste" e edita sua própria publicação mensal "RIVISTA", distribuída através da editora "RISO" (de sua propriedade) para vários colégios no Ceará. RIVISTA contém toda a diversificação de seu trabalho: fábulas, contos, frases, pensamentos, artigos, poesias, ilustrações e cartuns.


Como cartunista, é criador do CAPITÃO RAPADURA, o primeiro super-herói cearense. Já participou e foi premiado em diversos salões de humor nacionais e internacionais, fazendo parte também de antologias Rússia - Brasil em defesa da natureza, Exposição Itinerante da Aliança Francesa e teve um importante trabalho (Os Peixes) publicado na "Slapstick", periódico alemão de humor. Participa, há alguns anos, do grupo de cartunistas autores das vinhetas de humor da Rede Globo de Televisão.

Como pintor, possui diversas obras vendidas no Brasil e no exterior. É autor do grande mural TERRA DA LUZ, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, retratando histórias e aspectos culturais da terra cearense. É conhecido como um artista plástico extremamente versátil, pois costuma utilizar diversas e variadas técnicas na composição de suas obras.

Fonte: Enciclopédia Nordeste

Uma frase de Mino que exemplifica o sentimento de ser cearense: “Não basta ser do Ceará, estar no Ceará ou torcer pelo Ceará. O que vale é ser cearense e ser cearense não é ser de Fortaleza ou do interior. Ser cearense é ter a FORTALEZA INTERIOR”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário